Revista Princípios Digital

domingo, 5 de junho de 2011

O Movimento Estudantil da UFES é nota 10!!... O DCE-UFES nota ZERO!

Em protesto pelo passe livre para todos os estudantes, pela redução do preço da passagem nos ônibus, pela melhoria nos transportes coletivos superlotados que violam os direitos humanos dos seus usuários e contra a brutalidade e o abuso de autoridade da polícia do ES que atirou e jogou bombas dentro da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) o Movimento Estudantil (ME), professores e funcionários da UFES protestaram em uma passeata gigante, com mais de 5 mil pessoas pelas ruas de Vitória, capital do ES, nesta sexta-feira 03/06/2011.

Foi a maior manifestação dos últimos anos do ME no ES, os estudantes, professores e funcionários da UFES saíram em passeata do  portão principal da UFES, passaram pela Reta da Penha sendo aplaudidos pela população e caminharam pacificamente até a praça de pedágios da 3ª Ponte, na Enseada do Suá, onde a passagem dos carros foi liberada para todos.

Vamos aos Fatos:  

Na quinta-feira, 02 de junho de 2011, aproximadamente às 7h um grupo pequeno de trinta estudantes começou um protesto no centro de Vitória, capital do ES, em frente ao Palácio Anchieta. Este era para ser mais um protesto entre tantos outros que já aconteceram com esta finalidade nos últimos 20 anos de Movimento Estudantil organizado e pacífico. Com a tolerância inicial das forças policiais o movimento manteve as duas vias interrompidas e la pelas 8h começou a ganhar o apoio dos estudantes que chegavam ao centro da cidade e também de algumas pessoas que chegavam para trabalhar e estudar. Foi quando a Rede Gazeta("P.I.G.") com seu conservadorismo de direita de plantão começou a fazer a cobertura do movimento. A postura reacionária deste grupo midiatico acabou despertando e incitando as pessoas progressistas que moravam no centro para ir participar da manifestação e esta realmente começou a ganhar volume atingindo aproximadamente 200 pessoas la pelas 10h da manhã. Foi ai que eu e outros estudantes da República Comunista de Vitória, espontaneamente, também aderimos de forma solidária ao movimento que já acontecia.

A partir deste ponto o movimento saiu do controle dos que iniciaram o protesto e passou a ter vida própria, passou a ser dirigido pela massa dos participantes que logo direcionou no sentido do espontaneísmo! Em um momento uma via era aberta, em outro era fechada, demonstrando a falta de direção do movimento, ou seja, nenhuma entidade do Movimento Estudantil organizado estava dirigindo a ação da manifestação! Mas ela ainda transcorria de forma pacífica! Foi quando tentou-se formar uma comissão para tentar negociar uma reunião com o governador em exercício. Lá pelas 12h, um grupelho ligado ao PSOL irresponsavelmente começou a radicalizar o movimento e fechou novamente as duas pistas em frente ao Palácio e ateou fogo novamente em pneus rompendo as negociações que já estavam avançando. Parece que este fato foi a gota d'agua para desencadear a ação da polícia. E para piorar, este grupelho parecia estimular os manifestantes a enfrentar a polícia a qualquer custo! Foi neste exato momento que a tropa de choque da PM-ES também perdeu a razão e marchou para cima dos estudantes jogando bombas de gás e iniciando as agressões e o confronto! Foi a polícia que deu início à onda de violência injustificada e brutalidade anti-democrática que se seguiu dai para a frente! E na minha opinião, a unica responsável pelo que veio a acontecer depois!

O protesto se alastra para a UFES 

Fugindo da perseguição, do abuso de autoridade e da brutalidade policial um grupo de estudantes ligados à uma tendência chamada "Levante", que parece ser uma das diversas divisões ligada ao PSOL, fugiu  para dentro da Universidade Federal do ES e conseguiu sensibilizar outros estudantes que já acompanhavam atônitos aos fatos ocorridos no centro da capital. E assim, a revolta estudantil que já demonstrava um caráter espontâneo no centro, mobilizou outras forças do movimento dos estudantes da UFES que, logo também fecharam as duas pistas em frente da universidade federal. É ai, que realmente as coisas começaram a se complicar! A polícia, a PM-ES, não satisfeita com com a lambança feita com os direitos humanos e a democracia no centro de Vitória, rumou para a UFES e atacou brutalmente os estudantes novamente! O vídeo abaixo revela o momento exato em que a universidade federal foi atacada pela polícia! E maiores detalhes, podem ser obtidos em uma simples pesquisa no You Tube!

DCE-UFES tira nota ZERO

De forma irresponsável e eleitoreira, militantes de um grupelho que se autodenominam "Levante", e militam no DCE-UFES, insistem em novamente iniciar outra manifestação desorganizada ainda nesta mesma quinta-feira à noite. Com os estudantes enfurecidos e indignados, agora pelos ataques absurdos feitos pela PM-ES contra o campus da Universidade Federal que chegou a atingir professores e crianças que assistiam a uma peça no teatro da UFES, estes militantes que se dizem do PSOL, lideram e saem pelas ruas de Vitória em passeata em direção ao pedágio da 3ª ponte e tudo desemboca em uma tragédia maior ainda. A PM-ES volta, de forma irracional, a atacar os estudantes e prende e espanca aproximadamente 27 estudantes como pode ser visto no relato do vídeo abaixo:

Resultado? Dezenas de estudantes presos e feridos, um estudante que havia sido preso e fotografado perdeu o emprego, o seu sustento, na manhã seguinte e a imagem do Movimento Estudantil organizado e pacífico foi prejudicada por pseudo-militantes irresponsáveis ligados a outros interesses como foi descrito e denunciado em parte de uma reportagem do jornal A Tribuna, de  sábado (04/06/2011), que tomo a liberdade de divulgar abaixo: Não é novidade para ninguém minimamente esclarecido que este, o Governo Casagrande (PSB), é um governo em TRANSIÇÃO, ele está em DISPUTA. As VELHAS FORÇAS das elites locais da Província Medieval do Espírito Santo querem colocá-lo de joelhos, como fez com o governo Vitor Buais do antigo PT! As grandes empresas capitalistas locais, querem domesticar o Governo Casagrande... e por ai vai... O Movimento Estudantil do Passe Livre para Todos, já está nesta luta a décadas e tem sua legitimidade que foi adquirida históricamente, e não pode ser usado para fins eleitoreiros imediatistas de quem quer que seja! Militantes do Movimento Estudantil organizado podem ter seu partido político, seu time de futebol, sua religião e etc, isso é bom para aprofundar a democracia e deve ser estimulado! Mas nunca se pode aparelhar uma entidade estudantil para estes fins! Isso era feito na época da ditadura militar por uma necessidade histórica, HOJE NA DEMOCRACIA ISSO É ABSURDO! Agora, os protestos do Movimento Estudantil organizado, continuarão na luta contra o aumento da passagem, pelo passe livre para todos os estudante e pelo respeito aos direitos humanos das trabalhadoras e dos trabalhadores que são transportados em ônibus superlotados, contra a violência e o abuso de autoridade da PM-ES e principalmente pelo direito de aprofundar a democracia no nosso Brasil! Agora, temos boas chances de vitória, mas teremos que tomar mais cuidados com os sabotadores e oportunistas de plantão!

3 comentários:

  1. Isso é muito triste, que poderia mudar a história trágica deste estado, compactua com a burguesia podre.

    ResponderExcluir
  2. Olá camarada, primeiro, parabéns pelo número de visitas, o blog está muito bom. Referente ao comentário, como capixaba, mesmo meio anti-patriota com tudo que passei por ai com esse governo porco capixaba, fico muito triste em ver tudo isso, é inaceitável que alguém que nos trazia um luz no fim do túnel, apoiado pela primeira presidenta deste pais, faça agora, ja no poder, uma lambança dessas, ele ja se curvou ao crime organizado e à burguesia do estado????

    ResponderExcluir
  3. Queria saber quem esta a frente de organizar esses protestos aqui!

    ResponderExcluir