Revista Princípios Digital

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

República Popular da China pousa sonda na Lua

A sonda chinesa não tripulada Chang'e 3 pousou neste sábado 14 de dezembro de 2013 na cratera lunar Sinus Iridum, anunciou a agência chinesa Xinhua. O pouso controlado foi o primeiro desde 1976. Com a aterrissagem, a China se torna o terceiro país a conseguir pousar uma nave na lua, junto a  União Soviética e Estados Unidos.

A sonda Chang'e 3, que recebeu o nome em homenagem a uma deusa da mitologia chinesa, carrega um veículo movido a energia solar chamado Yutu (Coelho de Jade), que irá fazer escavações e pesquisas geológicas.

A China tem aumentado suas ambições quanto aos programas espaciais para fins militares, comerciais e científicos. A Chang'e 3, lançado da base aérea de Xichang no último dia 2 de dezembro, e que orbitava a uma velocidade de 1,7 km/s, começou a desacelerar quando se encontrava a 15 km da superfície lunar e pousou com sucesso às 11h:12min (de Brasília).


A bordo do foguete Longa Marcha 3B está o veículo de exploração teleguiado, o novo equipamento tem painéis solares para obter energia, realizará análises científicas e enviará à Terra imagens em três dimensões. A sonda funcionará durante três meses e poderá se deslocar a velocidade máxima de 200 metros por hora.

Horas depois da alunagem, o Yutu, saiu da sonda e às 23h:42min de domingo, quando se encontrava a nove metros da "Chang'e 3", começou a enviar para a terra as primeiras fotografias da superfície lunar. As câmaras fotografaram o "Yutu", a sonda que o transportou até à lua, ostentava a bandeira da República Popular da China. Após a sessão fotográfica, o comandante do programa lunar chinês, Ma Xingrui, anunciou que a missão da "Chang'e 3" foi um "completo sucesso".



A sonda não tripulada chinesa Chang'e 3

Os lideres chineses qualificaram a missão da "Chang'e 3" como uma "nova glória" e um "extraordinário tributo" da China para "o uso pacífico do espaço", diz uma mensagem de felicitações enviada pelo Comité Central do Partido Comunista Chinês, Conselho de Estado e Comissão Militar Central.